3716 - Marçal Athayde - Floresta Fake -

Marcal Athayde

Floresta Fake

Óleo sobre tela 

160x298cm

A cidade devora e transforma a floresta. A onça vira relógio de rua, o índio se transforma em escultura de praça e a malha que cobre as construções substitui as folhas que balançam ao vento.

 

A obra “Floresta fake” é uma ode, exaltando tanto a resistência da natureza, quanto uma denúncia ao crescimento urbano desenfreado. Estabelecemos historicamente um uso predatório dos recursos naturais. Assim como as flores de plástico, os papéis de parede que simulam florestas e os fundos de tela dos celulares e dos computadores com paisagens paradisíacas, a superfície espelhada dos prédios apropria-se da natureza encurralada como se fosse um simulacro desse espaço natural que está sendo perdido. 

 

Do ponto de vista formal, essa obra chama a atenção para a sua estrutura em quadrantes. Essa estruturação, que vem do próprio formato dos prédios e das janelas, atravessa grande parte das obras recentes de Marçal sobre a cidade.

 

Além disso, encontra também semelhanças com suas esculturas, feitas através da aglutinação de partes verticais em madeira que depois recebem a ação dos formões, das goivas e das grossas*. Essa paridade entre diferentes técnicas e manifestações plásticas faz parte da reflexão poética e formal de Marçal Athayde, que revela um olhar que transita entre a fragmentação e a reconstrução, 

 

*Instrumentos utilizados para esculpir madeira.