Três Ilhas

Não datado

Caneta sobre papel/sem assinatura.

30x20 cm 

 

Paulo Climachauska 

(São Paulo, SP, 1962)

 

Os trabalhos de Climachauska fincam raízes em seu fascínio pelas relações entre arte, economia e sociedade. Em suas pinturas mais emblemáticas, a linha não é um traço, mas uma sequência de números que formam uma equação matemática – a subtração. Muitas vezes, o desenho salta da tela e toma o espaço, como na Bienal de São Paulo de 2004, em que Climachauska recria, com subtrações, a perspectiva dos pilotis do prédio de Oscar Niemeyer. 

 

Entre suas exposições, estão a 26ª Bienal de São Paulo, a 8ª Bienal de Cuenca e a 14º Bienal de San Juan, além de individuais no Moderna Musset (Suécia), no Project 01 (Alemanha), no Oi Futuro e no Paço Imperial (ambos no Rio de Janeiro). Suas obras estão presentes no acervo de importantes instituições e coleções, como a Pinacoteca de São Paulo, o Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, a Fundação Cartier e a Coleção Patricia Phelps de Cisneros. O artista vive e trabalha em São Paulo.

Paulo Climachauska

R$ 2.500,00Preço