Em uma estrutura que lembra os andares de um prédio, Marçal, através de um corte vertical, representa diferentes cenas captadas por um olhar flagrante. Esse formato, que provoca um caminhar em torno da obra, desloca o espectador  para a posição de um voyeur. 

 

O filme “Janela indiscreta” (1954) do diretor inglês Alfred Hitchcock (1899-1980), conhecido como o mestre do suspense, é uma das principais referências para a reflexão sobre o voyeurismo que nasce nas janelas das grandes cidades. 

 

Em “Totem”, diferente de outras dessa exposição, Marçal opta pela escultura em monobloco, técnica antiga que consiste na composição através da extração de partes de um bloco único de madeira para a composição da obra.

Marcal Athayde

Totem

Madeira

180x30x30cm